Desnitrificadores

O desnitrificador é um equipamento de intercâmbio iônico que, por meio de resinas, troca ânions dissolvidos com maior afinidade pela resina que os cloretos. Esta alternativa é altamente recomendável em águas de alto conteúdo de nitratos e baixa salinidade, onde não é necessário desmineralizar.

As resinas são pequenas esferas com diâmetro aproximado de 0,5mm, contituídas por polímeros especiais, em cuja superfície se produz o intercâmbio de anions (Nitratos, Sulfatos, etc. por Cloretos).

Uma vez que esta resina é saturada por absorção de anions, é necessário regenerá-la a mesma através da passagem de uma mistura saturada de água e cloreto de sódio (sal comum).

Estes ciclos, conhecidos como regenerações, podem ser estabelecidos de forma manual pelo usuário ou de forma totalmente automática, seja por tempo ou por vazão.

A frequência destes ciclos, está determinada pela relação existente entre a quantidade de resina no tanque, o conteúdo de anions na água de alimentação e a vazão de consumo do processo.

A automação por tempo determina que, logo após um determinado número de horas de funcionamento, inicia o ciclo de regeneração das resinas, enquanto que a automação por vazão somente é efetuada quando uma vazão predeterminada no cabeçal de controle haja circulado pelo sistema.

Esta é a opção mais segura quanto a manter a qualidade de água em forma constante, já que utilizando automatização por tempo, a qual independente da vazão, corre o risco de que em caso de haver um excesso de consumo de água, seja saturada a resina antes de iniciar-se o ciclo de regeneração, pela qual o equipamento envia água sem tratar às bocas de consumo, até que não seja iniciada novamente este ciclo de regeneração. Por outro lado, utilizando automação por vazão, se assegura que sempre o equipamento estará trabalhando na forma correta.

No entanto, através da automação por vazão, existe o risco de que seja iniciado o ciclo de regeneração em algum momento do dia, durante o qual, pode ser necessário seu uso e que o equipamento não esteja em operação, já que durante o ciclo de regeneração, o qual tem uma duração segundo a quantidade de resina e o tamanho do tanque, ao redor de 90 minutos, o equipamento fica fora de serviço.

Em caso de existir algum tipo de matéria orgânica ou inorgânica em suspensão em quantidades especiais, é necessário a colocação de uma cadeia de filtração capaz de reter partículas que estejam na água de alimentação.