Tratamento de água para bebidas

É bastante grande a atenção dispensada à qualidade da água utilizada para a produção de bebidas nestes últimos tempos. Unitek do Brasil®, lider absoluta no setor de bebidas, trabalha dia a dia na implementação de novas tecnologias para o desenvolvimento deste mercado.

ÁGUA MINERAL OU PURIFICADA ENGARRAFADA

Os pontos mais importantes a serem considerados são os parâmetros microbiológicos e o conteúdo de sólidos dissolvidos. Em todos os casos, o controle microbiológico é crítico.

Para a desinfecção geralmente é utilizada cloração, radiação ultravioleta ou ozonização, tendo a radiação ultravioleta uma grande vantagem sobre o cloro, já que não deixa efeito residual, nem forma subprodutos na água tratada. Quanto ao ozônio, é aconselhável um bom controle na geração, para evitar a formação de alguns subprodutos, tais como a formação de bromatos. A Unitek do Brasil®, desenvolveu um controle automático específico para este tipo de aplicações.

Uma tecnologia que vem crescendo nos últimos anos, e aplica perfeitamente à maioria das águas minerais devido aos poucos graus de liberdade no que se refere ao tratamento, é a ultrafiltração. Esta é uma barreira bacteriológica ótima, e supera a qualidade e custo operativo aos tradicionais filtros de cartucho bacteriológicos. A remoção de vírus e bactérias com membranas de ultrafiltração, é de 4-Log (99,99%) e 6-Log (99,9999%), respectivamente.

O TDS é geralmente controlado pela osmose reversa, o intercâmbio iônico no caso de concentrações de TDS menores a 100 ppm. O desenho do sistema de membranas vai depender do produto final e a qualidade da água de alimentação. Alguns do casos desenvolvidos por nosso departamento de engenharia são:

  • Tratamento bacteriológico para águas por Ultrafiltração.
  • Redução de Bromuros como precursor de Bromatos.
  • Redução de Boro em águas próximo a costas marinhas ou água do mar.
  • Redução de Arsênico.
  • Redução de THM's. (trihalometanos)

Cabe destacar que apesar do rejeito de THM's nos sistemas de membranas podem alcançar até 60% o uso do carvão ativado e a radiação ultravioleta de alta energia, são soluções muito eficientes para esta aplicação.

FATORES A SEREM CONSIDERADOS NA CONSTRUÇÃO DE UMA PLANTA DE TRATAMENTO

  • Construção sanitária.
  • Membranas de osmose reversa sanitizável a alta temperatura.
  • Kit de peças de bombas e bombas de alta pressão em stand-by.
  • Antincrustantes de máximo poder de concentração de sais.
  • Radiação ultravioleta como pré-tratamento bacteriológico de osmose reversa.
  • Unidade CIP incorporada e automática (minimiza manobras que podem contaminar as membranas de osmose reversa).
  • Enxágue com permeado (controla o crescimento microbiano, evita corrosão no concentrado por pitting, equaliza a qualidade da água no start-up, e evita incrustrações).

MÉDIA DE ÁGUA

Os líderes do mercado de bebidas, observam este índice como algo não somente econômico como estratégico e necessário para sustentar o meio ambiente no qual se desenvolve, é por isso que a Unitek do Brasil® leva em consideração esta importante necessidade.

Este índice pode variar entre 1,8 e 12 litros de água por litro de refrigerante produzido, dependendo do grau de compromisso da empresa com o meio ambiente. A partir das possibilidades tecnológicas que nosso departamento de engenharia pode oferecer, a Unitek do Brasil® propõe as seguintes possibilidades:

  • Re-engenharia de plantas de tratamento de água e efluentes.
  • Reaproveitamento de concentrado de unidades de osmose reversa.
  • Reuso de soluções de CIP (diminuição frequência de troca de soda cáustica)
  • Reuso de água das lavadoras.
  • Tratamento físico-químico de efluentes biológicamente tratados.
  • Minimização do concentrado de osmose reversa mediante o uso de antincrustantes.

Frente a qualquer dúvida, colocamo-nos a disposição para estudar cada caso, esperando poder contribuir com este compromisso.